Full width home advertisement

Segurança Pública

Armamento e Tiro

Saúde

Ocorrências

Post Page Advertisement [Top]

Juazeiro: Guardas Municipais cobram isonomia de tratamento no pagamento das Gratificações 

Grupo de Guardas Municipais em reunião com o Prefeito Paulo Bonfim
Um grupo de Guardas Municipais da cidade de Juazeiro enviou denuncia a este Blog, relatando a falta de tratamento isonômico por conta da Prefeitura Municipal de Juazeiro com cerca de 16 Guardas que ingressaram no Municipio através do Concurso Público realizado em 2016. 

Desde do ingresso na GCM, esses Guardas Municipais recebem até 70% a menos de gratificação (Gratificação em Regime Especial de Trabalho), comparado aos Guardas Municipais mais antigos, mesmo exercendo as mesmas funções.

Há um mês, em reunião com o Prefeito Paulo Bonfim, o chefe do Poder Executivo prometeu isonomia no pagamento das Gratificações em Regime Especial de Trabalho (GRET) e Gratificação Táticas Ostensivas (GTO) aos GCM'S. Entretanto, o Poder Executivo não cumpriu a promessa e os GCM mais novos continuam recebendo 30% de Gratificação de Regime Especial de Trabalho e 10% de Gratificação Táticas Ostensivas, enquanto os demais servidores da categoria recebem 100% de GRET e 24% de GTO.

"Estamos decepcionados com o Prefeito, pois ele prometeu o pagamento de forma igual a todos os Guardas Municipais e até o momento não cumpriu a sua promessa", desabafou o GCM Carlos Alexandre.


Veja o desabafo do GCM Carlos Alexandre nas Redes Sociais. 

Bom dia!  Eu sou Guarda Civil da cidade de Juazeiro BA, gostaria que fosse publicado a indignação dos guardas empossados do último concurso de 2016. Nós somos apenas 16 Guardas que desde a nossa posse que estamos sendo injustiçados em relação à nossa remuneração. 

Exercemos as mesmas atribuições dos guardas antigos, mas recebemos 50% a menos em relação a eles. Isso, não pelo fato dos mesmos terem suas garantias e sim por causa de duas gratificações que são pagas por sermos guardas que causa toda essa diferença. 

O prefeito, há pelo menos um mês, apertou a nossa mão e nos garantiu a regularização e, por questões políticas, voltou atrás e nos informou que não irá mais regularizar. 

Queremos apenas ter nossas gratificações com os mesmos percentuais que são pagas aos antigos guardas e que o prefeito cumpra com sua palavra e regularize. 

Enquanto a questão do Covid 19, vale ressaltar que estamos na linha de frente trabalhando diuturnamente, sem direito às férias e licenças. Ou seja, é salutar esse questionamento e pedido, não de aumento e sim de uma regularização salarial.

GCM Carlos Alexandre

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by AZUL MARINHO NEWS